RP e Sled aumentam leque de meios de pagamento e resolve problema de troco nas lojas

Com o objetivo de ajudar os varejistas na Gestão de Numerários de suas lojas, a RP Info e a Sled realizaram um Webinar sobre o assunto, que também contou com a participação do Grupo Superpão.

O varejo é um setor que possui grande fluxo financeiro: 71% dos pagamentos das compras cotidianas são realizados em dinheiro. Por isso, gerir toda esta operação não é uma tarefa fácil,envolvendo um processo bem estruturado e seguro. Esta gestão do dinheiro é conhecida como “gestão de numerários” e engloba todas as fases, que vão desde o preparo para receber o dinheiro em caixa até quando o dinheiro é finalmente encaminhado para o banco.

Durante esse processo, é comum encontrar problemas com a falta de moedas para o troco, o que gera custo e problemas operacionais como, por exemplo, quebra de caixa e filas nos caixas. Também há riscos e frequência de sangrias e transporte de valores, elevado custo e tempo, além da dificuldade em manusear o dinheiro em espécie. Outra dificuldade comum é com a adequação aos novos meios de pagamento como o PIX e o QR Code.

Para solucionar a falta de troco, é possível integrar a solução Sled Troco, solução de troco digital da Sled, ao sistema da RP Info. A medida foi adotada pelo Grupo Superpão, que conseguiu deixar de utilizar 133 mil moedas todo mês. Leia mais neste case

Com o troco digital, o operador de caixa pode devolver o troco diretamente no CPF do cliente, de forma automatizada e integrada no sistema de PDV, TEF ou ERP. A reserva de saldo da loja é feita de modo pré-pago e, no momento em que o operador de caixa fecha a venda, o sistema oferece a opção Troco Digital. Não é preciso baixar nenhum aplicativo na hora de receber o troco.

Desta forma, acaba a necessidade de cédulas ou moedas para troco e reduz o manuseio de dinheiro físico tanto no caixa quanto no back office, o que diminui o risco de roubos internos ou externos. Além disso, evita toda a logística de transporte de grandes valores para cofres ou bancos.

Outra vantagem é que o varejista também tem a possibilidade de acompanhar todas as transações realizadas com  essa opção através do próprio sistema de frente de caixa, já que todas as soluções da Sled rodam de maneira integrada ao sistema da RP Info.

“A plataforma de ERP, que é a de retaguarda, e a plataforma de frente de caixa trabalham com o mesmo banco de dados, então as informações são gravadas de forma direta. Como isso é automatizado, pegamos todas as movimentações que aconteceram na gestão daquele operador de PDV e fazemos toda esta conciliação automática, que é o FFA. Então, basta uma conferência e uma assinatura para fazer o fechamento”, disse o diretor comercial da RP Info, Tiago Nascimento.

O Superpão faz, em média, 25 mil fechamentos de PDV por mês, o que até 2017, era lançado de forma manual. “Quando a RP Info lançou a FFA, dos 25 mil fechamentos de PDV, 23 mil passaram a ser automáticos. Saímos de uma realidade em que tínhamos 38 pessoas nas lojas fazendo exclusivamente o fechamento de PDV para apenas duas pessoas que trabalham no financeiro central e que controlam todas as lojas. O nosso ganho foi a redução do processo manual, a redução de erros e controle total do que acontece em minhas lojas”, contou o coordenador financeiro do Grupo, Willian Rocha.

O Superpão também utiliza o Cofre Inteligente, um equipamento locado junto às empresas de valores em que é depositado todo o numerário da loja, que fica garantido e segurado. A abertura e a manutenção são feitas pela empresa de segurança e o varejista apenas deposita, controla e concilia o processo por meio de painéis. A solução reduz os problemas com diferenças de cofre.

No caso do cofre inteligente, como é o caso do Superpão, nós fazemos via integração destas comunicações diretas, para que o nosso software grave automaticamente aquilo que alguém deveria fazer. Portanto, o que um operador iria computar e  lançar manualmente, o sistema automatiza.

Nascimento sugeriu aos clientes da RP que busquem os credenciados para buscar mais informações sobre todas as opções disponíveis.

 

Adotando novos meios de pagamento

Como os varejistas costumam trabalhar com uma margem pequena, é fundamental sempre inovar em busca de redução de custos e em ganho de produtividade. Neste cenário, meios de pagamento como o PIX e o QR Code ganham importância no varejo, porém, a adequação a estes novos métodos tem dificultado a aceitação dessas novas soluções.

Para que estas novas modalidades tenham mais adesão, os consumidores precisam conhecê-las melhor e, para isso, os colaboradores das lojas devem estar treinados e bem preparados para orientar seus clientes no dia-a-dia.

Agende uma demonstração